Como ensinar sexualidade saudável aos filhosJá vai longe o tempo no qual os pais engabelavam seus filhos dando respostas evasivas sobre sexo e sexualidade. Hoje, as coisas são mais complexas: Os filhos, pequenos ou não, a toda hora recebem informações sobre o tema através de vários veículos de comunicação. Vivemos numa cultura totalmente erotizada e sexualizada.
Seja o mentor de seus filhos
Não transfira esta responsabilidade e privilégio para mais ninguém. A tarefa de mentorar os filhos, em todas as áreas, especialmente no que tange à sexualidade, não pertence nem mesmo à igreja, mas aos pais. Use, sob o temor de Deus, esta prerrogativa junto a seus filhos.  
Não espere seu filho crescer
Uma educação sexual saudável não tem data para começar. Desde os primeiros anos os pais podem começar  a educar seus filhos, dando nomes corretos aos órgãos sexuais. Dar apelidos aos órgãos sexuais não é recomendável numa educação sexual de qualidade.
Não crie obstáculos
Converse sobre sexo e sexualidade da mesma maneira que se conversa sobre futebol. Quando a família trata do tema com naturalidade, sexo deixa de ser tabu e cria-se, assim, uma linha de comunicação aberta. Não fale de sexo demonstrando vergonha ou constrangimento. Não criar obstáculos não significa estimular as crianças a fazerem perguntas. Deixe que as perguntas surjam naturalmente. Quando surgirem, responda somente o que foi perguntado. Se a criança fizer uma pergunta, na rua, por exemplo, e não houver condições adequadas para uma resposta, prometa que ao chegarem em casa conversarão sobre o tema, mas cumpra a promessa. Caso contrário, a confiança será quebrada. Meu amigo, Carlos Catito, psicólogo no Paraná, certa vez usou uma frase muito inteligente que pode ser aplicada neste tópico: “Não devemos ter vergonha de falar das coisas que Deus não teve vergonha de criar".
Adquira livros apropriados
Os pais podem se capacitar para esta tarefa adquirindo livros para se inteirarem sobre o tema. Por outro lado, podem também adquirir livros didáticos para os filhos. Muitas editoras cristãs têm livros sobre o tema. Existem muitos livros seculares também que podem ajudar os pais na tarefa de explicar aos filhos sobre concepção, gestação e nascimento.
Ensine os princípios bíblicos
Desde a mais tenra idade os pais podem conversar com seus filhos, mostrando que sexo e sexualidade não estão ligados, necessariamente, ao pecado. Quando Deus criou homem e mulher ali estava presente o aspecto sexual do ser humano. Fale do plano de Deus para a sexualidade humana, ressaltando sempre que, de acordo com a vontade de Deus, as relações sexuais devem ser heterossexuais (homem e mulher), no contexto de um casamento monogâmico.
Explique sobre o que é abuso sexual
Os filhos precisam ser esclarecidos pelos pais sobre o que é abuso sexual. Sem alarde devem explicar-lhes o que é, alertá-los sobre indícios de uma tentativa e deixar claro para os filhos que existem partes do nosso corpo que somente podem ser tocadas em casos especiais, como, por exemplo, numa consulta médica. E, acima de tudo, é necessário deixar o canal de comunicação aberto para o filho compartilhar casos de tentativa ou consumação de um abuso sexual. Os pais, por sua vez, devem estar atentos e conhecer os sinais presentes na vida de uma criança vítima de abuso sexual.

Entre em contato

Praça Caixeiros Viajantes S/N - Centro
Vitória da Conquista - Bahia
Fone/Fax: (77) 3424-6596
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.